Buscar

Evolução da tecnologia em meio a crises

Atualizado: Abr 28

É a partir da curiosidade que boa parte das criações atuais surgiram. Em tempos de crise, no entanto, a motivação vem da necessidade de suprir alguma demanda. Como a produção em massa da penicilina, que só foi possível a partir da necessidade de cuidar de soldados feridos ao longo da Segunda Guerra Mundial. Outro exemplo crucial para o desenvolvimento da “Era Digital” foi a criação da rede ARPANET por um dos segmentos do Departamento de Defesa Americano, durante a Guerra Fria, que sentiu a necessidade da criação de códigos que viabilizassem a circulação de informações sem o risco de serem vazadas e com o objetivo de descentralizar essas informações para não serem perdidas após o bombardeio de alguma base militar.

Muitas das soluções encontradas para problemas pretéritos se mostraram também proveitosas para assistir problemas futuros. Como o caso do inventor Alan Turing, que emulou o primeiro computador digital programável com a intenção de decifrar mensagens criptografadas durante a Segunda Guerra Mundial, mas que mais a frente seria o propulsor para os computadores atuais. Também podemos citar o microondas e GPS como tecnologias que surgiram com propósitos muito diferentes dos quais cumprem atualmente, como tecnologia de radar e monitoramento militar, que também se tornam itens populares e comuns.

Apesar de ser difícil de imaginar novas criações sendo feitas quando já estamos cercados de tantas tecnologias, é possível perceber quando novas tendências mudam nosso dia-a-dia. Cada vez mais lojas adotam o método online de vendas, por exemplo, e aplicativos de delivery, que facilmente conectam estabelecimentos e clientes, efetuam transações financeiras e entregas com segurança, com a necessidade de contato físico reduzido. Existem inúmeras variáveis e sistemas que tornam essas trocas, e tantas outras, seguras e possíveis. Chegamos a um ponto da evolução da tecnologia que muitas das mudanças não são mais físicas e acontecem por trás de uma rede de dados.

Em 2020, uma nova crise surgiu e com o isolamento social causado pelo covid-19 a sociedade precisou se adaptar a um novo estilo de vida, de trabalho e de ensino. A necessidade de continuar fazendo as mesmas atividades, mas sem sair de casa, fez e faz crescer cada vez mais o número de sites que oferecem cursos online, alunos de qualquer segmento passaram a usar plataformas de educação a distância como o Google Classroom, e isso fez com que várias instituições de ensino passassem a estar mais presente no meio digital. Outro ponto interessante que foi bastante impulsionado pela pandemia foi a telemedicina, que é o atendimento virtual de pacientes através de videochamadas para reduzir o risco de infecções por contato social e facilitou a troca de informações entre os médicos para auxiliar nos diagnósticos mais rápidos.

Como é observado ao longo da história, empresas de tecnologias têm uma tendência de se desenvolverem, em épocas de crises, maior do que outros setores. Durante a recessão que o Brasil enfrentou entre 2015 e 2016, o mercado tecnológico avançou cerca de 9,2% de acordo com o Estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços, realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), em parceria com o IDC (International Data Corporation). Isso surge da capacidade que essas empresas possuem de se adequar a novas situações e de oferecerem seus produtos como soluções para os problemas enfrentados pela sociedade nesses momentos de instabilidade. Com o aumento da demanda desses produtos, outras empresas começam a prestar os mesmos serviços e a inovarem nos mesmos, dessa forma, causam uma competitividade de mercado que tem um papel muito importante no desenvolvimento dessas tecnologias à medida que buscam um diferencial para o seu negócio.


Texto escrito por Miriam Mendes & Carolina Matos

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Produtos e Serviços personalizados

O objetivo desse artigo é possibilitar um maior entendimento dos produtos da Dipolum Consultoria e permitir que o leitor entenda o que são, e o que, nós, enquanto empresa, queremos dizer, quando nos r

Quem pode investir em tecnologia?

A sociedade utiliza e beneficia-se da tecnologia, produto da ciência e engenharia, de maneira intrínseca para resolver problemas do mundo real. Com o crescimento exponencial da tecnologia e a vontade

Inove em acessibilidade com automação

A Acessibilidade tem como finalidade tornar a vida das pessoas com deficiência e em condições especiais mais prática e confortável, de modo que elas usufruam dos espaços e das relações sociais com seg